domingo, 15 de janeiro de 2017

CRISTO É O FILHO DE DEUS

(Is 49:3.5-6)


Leitura do Livro do profeta Isaías:

O Senhor me disse: “Tu és o meu Servo, Israel, em quem serei glorificado”. E agora diz-me o Senhor — ele que me preparou desde o nascimento para ser seu Servo — que eu recupere Jacó para ele e faça Israel unir-se a ele; aos olhos do Senhor esta é a minha glória.
Disse ele: “Não basta seres meu Servo para restaurar as tribos de Jacó e reconduzir os remanescentes de Israel: eu te farei luz das nações, para que minha salvação chegue até aos confins da terra”.


1 Cor 1:1-3)


Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios:

Paulo, chamado a ser apóstolo de Jesus Cristo, por vontade de Deus, e o irmão Sóstenes, à Igreja de Deus que está em Corinto: aos que foram santificados em Cristo Jesus, chamados a ser santos junto com todos os que, em qualquer lugar, invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso. Para vós, graça e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo.


(Jo 1:29-34)


Naquele tempo, João viu Jesus aproximar-se dele e disse: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. Dele é que eu disse: Depois de mim vem um homem que passou à minha frente, porque existia antes de mim. Também eu não o conhecia, mas se eu vim batizar com água, foi para que ele fosse manifestado a Israel”.

E João deu testemunho, dizendo: “Eu vi o Espírito descer, como uma pomba do céu, e permanecer sobre ele. Também eu não o conhecia, mas aquele que me enviou a batizar com água me disse: ‘Aquele sobre quem vires o Espírito descer e permanecer, este é quem batiza com o Espírito Santo’. Eu vi e dou testemunho: Este é o Filho de Deus!”



sábado, 14 de janeiro de 2017

PALAVRAS DE SALVAÇÃO


Leitura da Carta aos Hebreus.
(Hb 4:12-16)

Irmãos, a Palavra de Deus é viva, eficaz e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes. Penetra até dividir alma e espírito, articulações e medulas. Ela julga os pensamentos e as intenções do coração. 
E não há criatura que possa ocultar-se diante dela.
Tudo está nu e descoberto a seus olhos, e é a ela que devemos prestar contas.
Temos um sumo sacerdote eminente, que entrou no céu, Jesus, o Filho de Deus. Por isso, permaneçamos firmes na fé que professamos.
Com efeito, temos um sumo sacerdote capaz de se compadecer de nossas fraquezas, pois ele mesmo foi provado em tudo como nós, com exceção do pecado.
Aproximemo-nos então, com toda a confiança, do trono da graça, para conseguirmos misericórdia e alcançarmos a graça de um auxílio no momento oportuno.

+++++++++++++++++++++++

Evangelho (Mc 2:13-17)

Naquele tempo, Jesus saiu de novo para a beira mar. Toda a multidão ia a seu encontro, e Jesus os ensinava.
Enquanto passava, Jesus viu Levi, o filho de Alfeu, sentado na coletoria de impostos, e disse-lhe: “Segue-me!” Levi se levantou e o seguiu.
E aconteceu que, estando à mesa na casa de Levi, muitos cobradores de impostos e pecadores também estavam à mesa com Jesus e seus discípulos. Com efeito, eram muitos os que o seguiam.
Alguns doutores da Lei, que eram fariseus, viram que Jesus estava comendo com pecadores e cobradores de impostos. Então eles perguntaram aos discípulos: “Por que ele come com cobradores de impostos e pecadores?”
Tendo ouvido, Jesus respondeu-lhes: “Não são as pessoas sadias que precisam de médico, mas as doentes. Eu não vim para chamar justos, mas sim pecadores”.

    Jesus Cristo, o único Salvador dos homens, cura todas as doenças espirituais, por isso é o Médico por excelência. Creia em Jesus Cristo, que tu e toda a tua família serão salvos. O nosso tesouro, a nossa riqueza, não estão aqui na terra senão no céu. Daqui nada levaremos. Pensem e reflitam sobre a nossa condição humana, meus irmãos e irmãs.

domingo, 8 de janeiro de 2017

O REI SE APRESENTA AO MUNDO

   Hoje celebramos a epifania, a manifestação do Rei recém-nascido ao mundo. Naquela oportunidade recebeu a visita dos reis magos que lhe ofereceram como presentes ouro, incenso e mirra.
      Em nossos dias, quando visitamos uma criança que nasce, nós lhe oferecemos roupas, fraldas descartáveis, chupetas ou chocalhos...Coisas das quais a criança irá precisar por um certo período de sua vida. São presentes específicos para ela, a criança.
No caso do Menino Jesus não. Ele recebeu presentes dados a majestades, posto que é reconhecido como Rei dos reis. Somente se oferece ouro a um rei, enfatizando que este Rei era ainda um bebê.
    E nós hoje, em 2017, quais presentes podemos oferecer a Jesus? Ou melhor: O que Ele quer de nós? Imaginemos três coisas que se depreende dos evangelhos. A primeira é a FÉ pois sem fé é impossível agradar a Deus. A segunda é a santidade, a vivência da fé por meio de uma conduta que agrade ao Senhor; e a terceira, o amor ao próximo, porque quem diz amar a Deus sem amar o seu próximo é mentiroso.
     Que tal vivermos em conformidade com que Deus deseja de nós? Não é fácil, exige renúncia, sacrifícios e desprendimento. Alegremente, nos abraçaremos a esta parte essencial à vida eterna:
"Pai nosso que estais no céu...
 Santificado seja o Vosso Nome...
 Seja feita a Vossa vontade...
 Assim na terra como céu.
 Dai-nos o pão de cada dia...
Perdoai  nossas ofensas (pecados)
Assim como nós também perdoamos...
E não nos deixeis cair em tentação!
EPIFANIA QUER DIZER MANIFESTAÇÃO OU APRESENTAÇÃO DO NOSSO GRANDE SALVADOR.

domingo, 18 de dezembro de 2016

SEMANA DO ANIVERSÁRIO DE NASCIMENTO

Primeira Leitura (Is 7,10-14)


Leitura do Livro do Profeta Isaías:

Naqueles dias, 10 o Senhor falou com Acaz, dizendo: 11 “Pede ao Senhor teu Deus que te faça ver um sinal, quer provenha da profundeza da terra, quer venha das alturas do céu”.

12 Mas Acaz respondeu: “Não pedirei nem tentarei ao Senhor”.

13 Disse o profeta: “Ouvi então, vós, casa de Davi; será que achais pouco incomodar os homens e passais a incomodar até o meu Deus? 14 Pois bem, o próprio Senhor vos dará um sinal: Eis que uma virgem conceberá e dará à luz um filho, e lhe porá o nome de Emanuel.


Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos: (Rm 1:1-7)

1 Eu, Paulo, servo de Jesus Cristo, apóstolo por vocação, escolhido para o Evangelho de Deus, 2 que pelos profetas havia prometido, nas Sagradas Escrituras 3 e que diz respeito a seu Filho, descendente de Davi segundo a carne, 4 autenticado como Filho de Deus com poder, pelo Espírito de Santidade que o ressuscitou dos mortos, Jesus Cristo, Nosso Senhor. 5 É por ele que recebemos a graça da vocação para o apostolado, a fim de podermos trazer à obediência da fé todos os povos pagãos, para a glória de seu nome.

6 Entre esses povos estais também vós, chamados a ser discípulos de Jesus Cristo. 7 A vós todos que morais em Roma, amados de Deus e santos por vocação, graça e paz da parte de Deus, nosso Pai, e de nosso Senhor Jesus Cristo.

Anúncio do Evangelho (Mt 1,18-24)


18  A origem de Jesus Cristo foi assim: Maria, sua mãe, estava prometida em casamento a José, e, antes de viverem juntos, ela ficou grávida pela ação do Espírito Santo. 19 José, seu marido, era justo e, não querendo denunciá-la, resolveu abandonar Maria, em segredo.
20 Enquanto José pensava nisso, eis que o anjo do Senhor apareceu-lhe, em sonho, e lhe disse: “José, Filho de Davi, não tenhas medo de receber Maria como tua esposa, porque ela concebeu pela ação do Espírito Santo. 21 Ela dará à luz um filho, e tu lhe darás o nome de Jesus, pois ele vai salvar o seu povo de seus pecados”.
22 Tudo isso aconteceu para se cumprir o que o Senhor havia dito pelo profeta: 23 “Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho. Ele será chamado pelo nome de Emanuel, que significa: Deus está conosco”.
24 Quando acordou, José fez como o anjo do Senhor havia mandado e aceitou sua esposa.







domingo, 4 de dezembro de 2016

SOMOS O TRIGO OU A PALHA???


Primeira Leitura (Is 11,1-10)

Leitura do Livro do profeta Isaías:

Naqueles dias, 1 nascerá uma haste do tronco de Jessé e, a partir da raiz, surgirá o rebento de uma flor; 2 sobre ele repousará o espírito do Senhor: espírito de sabedoria e discernimento, espírito de conselho e fortaleza, espírito de ciência e temor de Deus; 3 no temor do Senhor encontra ele seu prazer. Ele não julgará pelas aparências que vê nem decidirá somente por ouvir dizer; 4 mas trará justiça para os humildes e uma ordem justa para os homens pacíficos; fustigará a terra com a força da sua palavra e destruirá o mau com o sopro dos lábios.
5 Cingirá a cintura com a correia da justiça e as costas com a faixa da fidelidade.
6 O lobo e o cordeiro viverão juntos e o leopardo deitar-se-á ao lado do cabrito; o bezerro e o leão comerão juntos e até mesmo uma criança poderá tangê-los. 7 A vaca e o urso pastarão lado a lado, enquanto suas crias descansam juntas; o leão comerá palha como o boi; 8 a criança de peito vai brincar em cima do buraco da cobra venenosa; e o menino desmamado não temerá pôr a mão na toca da serpente.
9 Não haverá danos nem mortes por todo o meu santo monte; a terra estará tão repleta do saber do Senhor quanto as águas que cobrem o mar.
10 Naquele dia, a raiz de Jessé se erguerá como um sinal entre os povos; hão de buscá-la as nações, e gloriosa será a sua morada.


Segunda Leitura (Rm 15, 4-9)

Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos:

Irmãos: 4 Tudo o que outrora foi escrito, foi escrito para nossa instrução, para que, pela nossa constância e pelo conforto espiritual das Escrituras, tenhamos firme esperança.
5 O Deus, que dá constância e conforto, vos dê a graça da harmonia e concórdia, uns com os outros, como ensina Cristo Jesus. 6 Assim, tendo como que um só coração e a uma só voz, glorifiqueis o Deus e Pai do Senhor nosso, Jesus Cristo.
7 Por isso, acolhei-vos uns aos outros, como também Cristo vos acolheu, para a glória de Deus.
8 Pois eu digo: Cristo tornou-se servo dos que praticam a circuncisão, para honrar a veracidade de Deus, confirmando as promessas feitas aos pais.
9 Quanto aos pagãos, eles glorificam a Deus, em razão da sua misericórdia, como está escrito: “Por isso, eu vos glorificarei entre os pagãos e cantarei louvores ao vosso nome”.


Anúncio do Evangelho (Mt 3,1-12)

1 Naqueles dias, apareceu João Batista, pregando no deserto da Judeia:
2 “Convertei-vos, porque o Reino dos Céus está próximo”.
3 João foi anunciado pelo profeta Isaías, que disse: “Esta é a voz daquele que grita no deserto: preparai o caminho do Senhor, endireitai suas veredas!”
4 João usava uma roupa feita de pelos de camelo e um cinturão de couro em torno dos rins; comia gafanhotos e mel do campo.
5 Os moradores de Jerusalém, de toda a Judeia e de todos os lugares em volta do rio Jordão vinham ao encontro de João. 6 Confessavam seus pecados e João os batizava no rio Jordão. 7 Quando viu muitos fariseus e saduceus vindo para o batismo, João disse-lhes: “Raça de cobras venenosas, quem vos ensinou a fugir da ira que vai chegar? 8 Produzi frutos que provem a vossa conversão. 9 Não penseis que basta dizer: ‘Abraão é nosso pai’, porque eu vos digo: até mesmo destas pedras Deus pode fazer nascer filhos de Abraão.
10 O machado já está na raiz das árvores, e toda árvore que não der bom fruto será cortada e jogada no fogo.
11 Eu vos batizo com água para a conversão, mas aquele que vem depois de mim é mais forte do que eu. Eu nem sou digno de carregar suas sandálias. Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo.
12 Ele está com a pá na mão; ele vai limpar sua eira e recolher seu trigo no celeiro; mas a palha ele a queimará no fogo que não se 
apaga”.







domingo, 27 de novembro de 2016

DE SIÃO A JERUSALÉM

Primeira Leitura (Is 2,1-5)
Leitura do Livro do profeta Isaías:  

Visão de Isaías, filho de Amós, sobre Judá e Jerusalém.
Acontecerá, nos últimos tempos, que o monte da casa do Senhor estará firmemente estabelecido no ponto mais alto das montanhas e dominará as colinas. A ele acorrerão todas as nações, para lá irão numerosos povos e dirão: “Vamos subir ao monte do Senhor, à casa do Deus de Jacó, para que ele nos mostre seus caminhos e nos ensine a cumprir seus preceitos”; porque de Sião provém a lei e de Jerusalém, a palavra do Senhor.
Ele há de julgar as nações e arguir numerosos povos; estes transformarão suas espadas em arados e suas lanças em foices; não pegarão em armas uns contra os outros e não mais travarão combate. Vinde, todos da casa de Jacó, e deixemo-nos guiar pela luz do Senhor.

Segunda Leitura (Rm 13,11-14a)
Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos:

Irmãos: 11 Vós sabeis em que tempo estamos, pois já é hora de despertar. Com efeito, agora a salvação está mais perto de nós do que quando abraçamos a fé.
12 A noite já vai adiantada, o dia vem chegando; despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da luz.
13 Procedamos honestamente, como em pleno dia; nada de glutonerias e bebedeiras, nem de orgias sexuais e imoralidades, nem de brigas e rivalidades. 14 Pelo contrário, revesti-vos do Senhor Jesus Cristo. 

Anúncio do Evangelho (Mt 24,37-44)
Naquele tempo, Jesus disse aos seus discípulos: 37 “A vinda do Filho do Homem será como no tempo de Noé. 38 Pois nos dias, antes do dilúvio, todos comiam e bebiam, casavam-se e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca. 39 E eles nada perceberam, até que veio o dilúvio e arrastou a todos. Assim acontecerá também na vinda do Filho do Homem.
40 Dois homens estarão trabalhando no campo: um será levado e o outro será deixado.41 Duas mulheres estarão moendo no moinho: uma será levada e a outra será deixada.
42 Portanto, ficai atentos, porque não sabeis em que dia virá o Senhor.
43 Compreendei bem isto: se o dono da casa soubesse a que horas viria o ladrão, certamente vigiaria e não deixaria que a sua casa fosse arrombada.
44 Por isso, também vós ficai preparados! Porque, na hora em que menos pensais, o Filho do Homem virá”.


POR QUE SIÃO É TÃO IMPORTANTE PARA TODOS?

sábado, 26 de novembro de 2016

PAPA VACILA OU PREVARICA?

De acordo com o cardeal Raymond Burke, ex-chefe do Supremo Tribunal da Assinatura Apostólica, a mais alta corte teológica dentro do Vaticano, o papa está errado.
“Muçulmanos e cristãos não adoram o mesmo Deus, uma vez que Alá é um “governante”, enquanto o cristianismo “baseia-se no amor”. Esse é mais um ponto de discórdia entre ele e o pontífice, que estão em meio a uma disputa teológica sobre os ensinamentos morais que envolvem a família.
Em uma entrevista recente ao jornal Catholic Register, o cardeal norte-americano destacou que essa “crença moderna de que o Islã e o Cristianismo são fundamentalmente os mesmos é muito influenciada por um relativismo religioso”.
Enfatizou ainda que é preciso cautela. “Eu ouço pessoas me dizendo, olha, estamos todos adorando ao mesmo Deus. Nós todos acreditamos no amor. Mas eu digo: ‘pare um minuto, e vamos examinar cuidadosamente o que é o Islã e o que nossa fé cristã nos ensina’. Eu não acredito nisso, pois o Deus do Islã é apenas um governante”, lembra Burke. “A sharia é sua lei, e essa lei, que vem de Alá, acabará sufocando cada homem na terra.”
O cardeal contrasta com o princípio do cristianismo, que possui “uma lei fundamentada no amor”. Para o teólogo, não se pode esquecer que “essa lei [cristã] está escrita em nosso coração, sendo iluminada pelo espírito. Recebemos a graça divina para viver de acordo com essa lei”.  Além disso, não existe no Alcorão uma ligação de Alá com o conceito de amor, que é o centro da mensagem de Jesus aos seus discípulos.
Em seu livro Hope for the World: To Unite All Things in Christ [Esperança para o mundo: Unindo todas as coisas em Cristo], ele aborda essa questão a fundo. O título da obra, baseado em Efésios 1:10, pode parecer enganoso, pois sua abordagem é bem diferente dos ensinamentos do papa Francisco, o qualdefende que cristãos e islâmicos são “irmãos” e que os membros de todas as religiões são “filhos do mesmo Deus”.
Burke definitivamente não pensa assim. Conhecedor profundo dos ensinamentos do islamismo, ele sabe que o cristianismo e o Islã diferem na natureza de suas leis, especialmente na abordagem sobre a conquista de convertidos. Temos de lembrar que “o que eles acreditam mais profundamente, aquilo propuseram em seus corações, é a exigência de que governem o mundo”, assevera.

Estado Islâmico: “Matem os descrentes”

Curiosamente, os jihadistas do Estado Islâmico (EI) na última edição de sua revista eletrônica, Dabiq, disseram a mesma coisa. Eles criticaram Francisco por sua afirmação de que “a leitura adequada do Alcorão mostra que o Islã se opõe a toda forma de violência”.
Para os membros do EI, o Papa Francisco “luta contra a realidade” nos seus esforços para retratar o Islã como uma religião de paz. Por isso, lembram a todos os muçulmanos que assumir a espada da jihad é a “maior obrigação” de um fiel verdadeiro.
Argumentam ainda que o líder católico – e todos os cristãos que pensam como ele – “tem lutado contra a realidade” em seus esforços para retratar o Islã como uma religião de paz. Na revista, fazem questão de asseverar: “De fato, a jihad – espalhar a lei de Alá pela espada – é uma obrigação encontrada no Alcorão, a palavra de nosso Senhor”.
“O sangue dos descrentes deve ser derramado obrigatoriamente. A ordem é clara. Matem os descrentes, como disse Alá: “Matai os idólatras, onde quer que os acheis” [Sura 9:5]”, ressalta outra parte do texto.
Via Gospel Prime, por Jarbas Aragão

https://goo.gl/Wsn20J


CARDEAL NORTEAMERICANO RAYMOND BURKE DEVERIA OCUPAR O POSTO DE CHEFE MÁXIMO DA IGREJA CATÓLICA. (Expressing my own opinion).